Dicas para melhorar sua loja e aumentar as vendas

Uma compra só acontece quando alguém fica interessado pelo produto, não é mesmo? Desse modo, as empresas começaram a elaborar algumas estratégias para fazer com que os clientes sentissem o desejo de adquirir sua marca. Assim, surgiu o merchandising no ponto de vendas (PDV). 

O PDV é uma ferramenta de marketing que oferece a possibilidade de destacar a sua marca em diferentes ações de atração, as quais são realizadas nos comércios. E é no ponto de venda que é exercida a última oportunidade de compra do cliente. 

Muitas empresas, no entanto, cometem muitos erros na hora de organizar o PDV: falta de manutenção e mudanças na gôndola, informações confusas, produtos acumulados etc. Conheça dicas para voce vender mais no seu pdv.

1. Prepare-se para receber os clientes

Com certeza você já ouviu falar que a primeira impressão é a que fica, esse é um ditado popular muito conhecido que retrata bem o comportamento das pessoas quando conhecem alguém ou visitam um local novo, por exemplo.

A experiência do cliente no seu restaura começa no momento em que ele entra pelas portas e se conecta com o ambiente, por isso se preocupe em deixar tudo organizado e encantar o cliente desde o primeiro contato.

É importante ressaltar que esse é um dos principais motivos que fazem com que o cliente se torne fiel, se sentir bem-vindo e confortável no ambiente.

Por isso recomendamos que todos os dias seja feito uma reinauguração da sua loja, arrumando os produtos, limpando como se todo dia você fosse reinaugurar.

2. Divulgue sua loja para atrair clientes.

Aproveite para fazer uma boa divulgação dele. É imprescindível o uso dos canais de comunicação para promoção do seu negócio.

As redes sociais vêm ganhando cada vez mais relevância como ferramenta de relacionamento entre marca e consumidor. Ela além de possuir um grande alcance de clientes, promove a divulgação do seu produto, além da interação com seu público de forma altamente segmentada.

3. Elabore um bom projeto visual

A decoração do ponto de venda deve “falar a língua” do público-alvo, ou seja, estabelecer uma conexão com as preferências dos compradores. Se os clientes têm um perfil mais moderno, então não vale a pena decorar o ambiente com peças antigas, não é verdade? O projeto decorativo deve respeitar a exposição dos produtos e a circulação dos clientes. O impacto visual é importante, mas não pode atrapalhar as vendas.

Muitas lojas cometem o erro de pecar pelo excesso, com vitrines superlotadas ou muitos produtos expostos sem necessidade. Quando você mostra de uma só vez tudo o que a sua loja tem, é bem provável que nenhuma peça ganhe um destaque individual suficiente para chamar a atenção dos consumidores.

4. Informe sobre as promoções

Iforme quando o produto estiver com preço atrativo, se dará brindes ou cupons de desconto. Parece um pouco óbvio, mas promoções podem não gerar o resultado esperado por falta de informação dentro do ponto de venda. 

Vale lembrar aqui que, na hora de colocar alguma placa sobre o produto com oferta ou brinde, é importante apresentar as informações corretas e de forma direta. Lembre-se: propaganda enganosa é ilegal! 

5. Opte apenas por produtos impecáveis

© 2020 por Arthur M

Colocar na sua gondola produtos é o que é natural, já que eles existem para essa finalidade. No entanto, com o passar do tempo muitos itens ficam sujos, seja pela ou até mesmo pelo manuseio constante de clientes e vendedores. É natural, portanto, que essas peças fiquem com um aspecto pouco atrativo.

Se você tem itens assim no seu PDV, limpe organize e se estiver avariado substitua-os imediatamente. Obviamente, o consumidor sabe que ao entrar na loja vai encontrar um produto novo, na caixa, mas o simples fato de ele ver algo amassado ou descascado contribui para que o interesse pela compra não seja despertado. É como um doce em uma vitrine: ele precisa parecer muito apetitoso, mesmo que estejamos falando de um alimento bastante simples.

6. Explore os “pontos quentes”

Uma boa maneira de estimular as compras por impulso é explorando os pontos quentes do ponto de venda. Em muitos empreendimentos, é comum vermos produtos próximos à entrada. Isso nem sempre dá certo, já que ninguém fica parado neste local por muito tempo. Vale mais a pena incluir alguns produtos perto do caixa, pois enquanto o cliente fica esperando para ser atendido, pode pegar algum item que esteja exposto por impulso.

Portanto, tente traçar uma rota ideal para que os seus clientes sigam e deixe alguns itens para o final do trajeto. Por exemplo, balas e doces são itens que costumam vender mais quando estão próximos ao caixa do que quando estão em uma seção específica no fundo da loja. Use as compras por impulso ao seu favor.

7. Procure destacar a sua fachada

Além do interior do espaço, o projeto decorativo deve considerar a fachada do PDV. Isso porque ela é considerada o “cartão de visitas” do empreendimento e deve ser atraente o suficiente para chamar a atenção de quem passa na rua. Para destacar a fachada das demais lojas, vale deixá-la livre de postes, árvores e latas de lixo, por exemplo. Elaborar uma vitrine simples e chamativa, assim como investir num bom projeto de iluminação, também são boas ideias.

Porém, tome cuidado para não ferir a legislação do município. Algumas cidades têm regras rígidas para combater a poluição visual e para evitar que as calçadas e passeios sejam obstruídos. Se atente também aos limites de poluição sonora. Estar em conformidade com a legislação é uma preocupação essencial na hora de decorar a loja.

8. Evite a poluição visual

Algumas pessoas acreditam que “aproveitar espaços” significa entupir a fachada com placas, cartazes e produtos chamando o consumidor para comprar. Tire essa ideia da sua cabeça. Os produtos, os letreiros e quaisquer dizeres que estiverem ali colocados devem poder “respirar”, ou seja, eles precisam ser distinguidos uns dos outros.

Siga o princípio de que “menos é mais”. Se tudo é destaque na sua fachada, então nada se destaca. Por essa razão, evite também a utilização de cores muito vivas (a não ser que o público exija isso) e busque composições mais harmoniosas e que transmitam algum tipo de sensação para os consumidores – de preferência algo agradável e

convidativo.

Como organizar o seu ponto de venda?

Organizar o ponto de venda de forma estratégica é fundamental para manter o bom desempenho do negócio. Erros na organização do PDV podem dificultar a atração de clientes e enfraquecer as vendas. Sejam falhas no conforto e estética do ambiente, na inadequação ao público-alvo, na má organização da vitrine ou em uma capacitação insuficiente do profissional, a empresa acaba tendo grandes prejuízos.

Para ter um bom ponto de venda, é fundamental elaborar os processos, as estratégias de venda e a decoração direcionados para o público-alvo. Além disso, é importante investir em um ambiente agradável, fresco e organizado. Procure também dar treinamentos para os colaboradores, para que eles ofereçam o melhor atendimento para o cliente.

Quer continuar acompanhando nossos videos então, aproveite e assine nosso canal https://www.youtube.com/channel/UCzbLly-ED8v_rvp8uJxoTaQ